quinta-feira, 20 de maio de 2010

Eu queria...

... Tanta coisa. Queria um ombro amigo, um presidente competente, uma flor qualquer no meu jardim, que a vizinha fosse amigável, que o tempo passase mais rápido. Queria que tudo melhorasse, que o Coldplay viesse em Nova Trento, que minha amiga me perdoasse, que alguém percebesse quem realmente sou. Queria que matemática não existisse, que o calendário fosse ignorado, que a regra ortográfica não tivesse mudado. Mas nada disso aconteceu. E quer saber? Não vou esperar senteda que tudo isso aconteça. Vou tocar minha vida, tentando resolver o que dá. Afinal, eu sempre vou ter um desejo não correspondido. Mas vou fazer com que sejam poucos.


Bem por hoje é só.


Lee

4 comentários:

  1. desde qando tu escre poesia, ou sei8 la o q?
    nao sei. mais fico mto legal.
    há, e essa parte da ''vizinha amigavel'' é DEFINITIVAMENTE impossivel! q tu nem vizinha tem! Bestera!!

    ResponderExcluir
  2. mas eu tenho uma vizinha! quer dizer, tipo, meu pai tem um terreno no centro de nt, e os vizinho fizeram a maior muvuca por causa de uma coisa minima, e o problema ta na justiça (e o vizinho tem uma esposa, e ela tb e um porre)!!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir